Convívio LGTPT – Final Temporada 5 – Fátima – 22 Fevereiro

Encontro de encerramento da temporada 5, pelos olhos da menina.
Um encontro feito de momentos. 

 

Este encontro, para mim, começou muito antes do dia 22 de Fevereiro. Começou no dia em que soube da data e marquei o dia de férias, sem sequer admitir outra possibilidade que não fosse estar presente. Mas havia algo que me fazia sentir um nervoso miudinho sempre que pensava no encontro. Não sabia precisar o porquê, mas estava lá, sempre presente. 

Pensei que seria, provavelmente, a estreia nos karts. Todos já ouvimos as histórias, assisti em primeira mão em Évora o calibre de alguns pilotos que tinha quase a certeza que estariam presentes, já para não falar de outros de igual renome. Mas seria esse o motivo?

O tempo foi passando, com ele o entusiasmo foi crescendo e o nervoso miudinho de miudinho já nada tinha. Estava lá, presente, constante e já não o podia ignorar. Estávamos a umas duas semanas do evento, quando finalmente percebi o porquê dos nervos. Algo me dizia que seria impossível superar o encontro de Natal em Évora. Superar não em termos do evento em si mas da camaradagem. Não me levem a mal, mas com mais de uma década de comunidades online com muitos encontros, é normal as relações cara-a-cara serem diferentes das que se tem online. Certamente que a reacção, a recepção, o à vontade que houve em Évora tinha sido uma excepção. Com um evento tão maior, com mais pessoas, como poderia ser igual? 

Optei por ignorar, então, o meu nervosismo e aguardar pelo dia. A abertura do grupo para quem ia andar de karts só veio aumentar os níveis de ansiedade e expectativa. E não era a única. Além da espera, ainda estava a ajudar a preparar a surpresa para a despedida do Tiago da administração. E, convenhamos, não podia ser algo simples. 

Os dias foram passando e chegou a véspera do evento. O nervosismo e ansiedade estavam em níveis históricos. Mas não era eu a única. Os comentários ajudaram-me a ver que na prática, estávamos todos na mesma situação. 

O dia amanheceu soalheiro e a viagem não era longa. Foi engraçado ir acompanhando as viagens do pessoal através do WhatsApp. Já não faltava tempo nenhum e depressa nos pusemos a caminho do FunPark de Fátima. 

À chegada, foi o momento pelo qual aguardava com impaciência. Seria a conexão tão imediata como tinha sido em Évora? Seria estranho? Constrangedor?

Os meus medos eram mais que infundados. Cada cara tinha um sorriso, um sorriso genuíno e verdadeiro. E comprovei que somos, de facto, família. Até havia alguns primos distantes que não se conhece bem mas que acabam a ser a alma da festa! Havia gente de, literalmente, norte a sul do país. E todos tínhamos a mesma expectativa: rever a família, partilhar mais um dia de emoções fortes e matar um pouco das saudades que teimam em persistir, mesmo que nos “falemos” quase diariamente. As brincadeiras eram as mesmas, as piadas eram as mesmas, a cumplicidade era a mesma. Sei que me estou a repetir, mas senti-me como numa grande festa de família. 

O colorido, as gargalhadas, as bocas, tudo contribuiu para me encher o coração de um amor sem explicação. Em 30 segundos é como se nos conhecêssemos há 30 anos. E muitos momentos houve para reforçar esse sentimento, começando logo pelo abraço apertado que recebi do César. Um abraço de irmão mais velho que nos ama incondicionalmente e sentia, genuinamente, saudades nossas. E é recíproco. As picardias que tinham começado dias antes com o Gui Castro e com o Aguilar continuaram, como se nada fosse. Juntos encontrámos uma vítima (Sniper aka Kie) e foi simples, sem forçar nada, como se fosse normal e natural. 

Outra prova de que nos tornamos família, algures durante o caminho, surgiu quando vi como todos os pilotos se sentem confortáveis e confiantes o suficiente para trazer companhia. E não falo apenas das namoradas/esposas. Falo dos filhos. Todos os pais sabem o quanto salvaguardam os filhos. E levá-los para o meio de desconhecidos nem sempre é fácil. Mas nós não somos desconhecidos. 

Por isso quando a Sofia, mulher do Ruca_Larama, me cumprimentou como se fossemos amigas de longa data, me apresentou o filho que me deu um beijinho como se fosse normal e me mostrou o seu kart de legos “super rápido”, o meu coração contraiu-se. De surpresa e depois de afecto por todas aquelas pessoas que sem pedir, sem querer, ganharam um lugar na minha vida. E só posso estar grata por isso. 

Depois de todos os encontros e reencontros, beijinhos e brincadeiras, chegou a tão ansiada corrida. Claro que ainda faltavam pessoas. Quem não ia correr pode chegar mais tarde (sim, Kaju, estou a referir-me a ti!). O sorteio foi um dos momentos altos, pelo menos para mim que tive de subir para cima de uma cadeira para ver e ser vista 😀 

Fizemos o sorteio das equipas e toca a ir para o paddock, para o briefing pré-corrida. Havia novatos (e eu em pânico) e malta com menos experiência. E claro, não seria a mesma coisa se fosse diferente, também tínhamos os nossos aliens que acho que mesmo de marcha à ré conseguiriam ficar à frente da malta. E mesmo no meio da competitividade, continuava a haver tempo para me perguntarem se estava bem (obrigada Marco! Ups, Rodaovento!). E para ver o nosso Brandoino/MissBangBang introduzir o MissBangBang Júnior nas lides das corridas, com imenso sucesso!

Resultados à parte, deu para rir e brincar. Se o resto dos pilotos e assistência se tiver divertido metade do que eu me diverti, já valeu a pena. Continuo a acreditar que o César já sabia que ia haver banho e por isso me disse para ir no lugar dele ao Podium mas enfim. 

No almoço houve tempo para tudo. Comer, conviver e, obviamente, as famigeradas fotografias que já vimos e revimos e continuaremos a ver. O Seven7PT e o CSBarros não são de fiar de câmara na mão. E quando a passam de mão em mão ainda pior! Claro que todos quiseram inventar e as provas estão à vista de todos! Só se vê risos e brincadeiras. Está patente em cada click de máquina fotográfica, em cada foto nos telemóveis, em cada frame dos vídeos. Fomos 64 que partilhamos o mesmo espaço e que nos reunimos à volta de uma mesa (ou várias!). Mas se dúvidas houvesse, acho que ficaram esclarecidas. Mais uma vez, havia cumplicidade e à vontade suficiente para brincarmos. Até deu tempo para um pequeno roubo inocente (ou devo dizer, ataque ninja?) da sobremesa do jaf-world. 

O almoço começou quase que com mesas de equipas: SLK, PTM (SDL), 4R, SEMEDO, CDTB, RRT (R2W), APOGEE… Mas ainda nem a sobremesa tinha sido servida e já andávamos todos misturados (no bom sentido, claro). Nem o pudim com gelado estragou o nosso humor! 😀 

Depois do almoço, veio a entrega de prémios da 5ª temporada. Entregaram-se as medalhas e troféus aos participantes e vencedores. Foi um processo demorado devido ao número massivo de pessoas que participou no encontro. E eu, pessoalmente, tenho pena que não tenha demorado mais! Mas nesta altura comecei outra vez a ficar nervosa. Sabia exactamente o que estava a caminho. A surpresa planeada para o Tiago. Todos sabíamos que o Tiago se estava a despedir da administração na 5ª temporada. E claro que não podia passar essa ocasião em branco. Então no final de todos os prémios entregues, foi a vez de ler o texto escrito, o texto de agradecimento ao Tiago por tudo o que fez, e faz, pela comunidade, pela liga, por nós. E coube-me a mim a leitura do texto. Com a voz embargada pela emoção, lá li o texto e se ofereceu a t-shirt ao Tiago, como oferta simbólica pela dedicação à Liga. 

Acabou a entrega de prémios e com isso alguns dos participantes tiveram de ir embora. Ficou um grupo de resistentes: eu e o Bagacinho, o Tiago Almeida, o Pernas, TioTeixas, Rogeriotheking, Osório, Edu Simões, Pardal, Zamorano, CarlosBacas, Jorge, Goncas e o Irlandês! Claro que decidiram ir fazer mais uma corrida, que deu para nos rirmos com as picardias do Edu com o Goncas, os drifts do Irlandês (que aguentou de forma estóica a nossa loucura colectiva!) e as  kajuzadas colectivas em pista. E cedo, muito mais cedo que qualquer um de nós gostaría, terminou mais um encontro. Acho que falo por todos quando digo que se fosse marcado mais um encontro na próxima semana, ia parecer tarde demais. São estes convívios que nos unem e nos ajudam a criar laços que perduram para a vida, que nos tornam mais que pilotos que partilham uma paixão por um jogo, que nos tornam família. 

Família que nos pode ajudar em quase tudo, com quem podemos brincar e partilhar o que nos vai na alma, família que nos apoia e incentiva a ser o melhor que pudermos ser. 

Foi um encontro de momentos, momentos que me vão ficar guardados na memória, no coração, durante toda a minha vida. Momentos que nos aproximam cada vez mais. Momentos que transformam desconhecidos em amigos. Momentos que nos fazem família. 

Em meu nome a todos os que participaram e a todos os que fazem parte, obrigada. Obrigada por serem presentes e estarem presentes e tornarem este encontro um encontro de momentos. 

Telma aka Peste_Negra

 

Lista de participantes (por ordem alfabética):

arieiv_99, atomicversion_19, Bagacinho, Bateria555, benjasenna_TSM, Bravos76 e acompanhante, Bruno-FerreiraPT, Carlosbacas_TSM, CesarAZAlmeida, CSBarros, D_saramago, datPT_TSM e acompanhante, drbagatin, DuartejafosteYT, F_Castro1959, FM_JL76, GTP_Aguilar e acompanhante, iDfox14, jaf-world, Jorge54_TSM, Kaju1977 e acompanhante, Mecas77 e acompanhante, MnT_rodaovento, Mpereira12 e acompanhante, osorio128, Panx1973, Paquete2002, pcm_stj e acompanhante, Pernas_TSM, Peste_Negra_PT, Pirulito71, RicSalM, rogeriotheking, Ruca_Larama e acompanhantes, Ruisound, SDL_Cmocho81, SDL_Edu21, SDL_Goncasgt222 e acompanhante, SDL_gui_castro, SDL_LeonelCoelho, SDL_Nuno_Andrade, SDL_Pardal, SDL_RJorge e acompanhante, SDL_Telmo, SDL_ZeLuis31, Seven7PT, SniperPT, spaceboyPT, Tio_Teixas_TSM, Tiago-Almeida-PT, VLX_JL, Zamorano_TSM, Zumez1