Entrevistas – Semana 1 – Ronda 7 – Temporada 4

Divisão 1 – GTP_Aguilar

P – Parabéns pela primeira pole e vitória. Treinaste muito para esta pista ou foi amor à primeira vista?
R – Muito Obrigado! Ahaha esta foi amor à primeira vista! Apesar de não ser a melhora pista para lutas e espectáculo, esta já é uma das minhas pistas favoritas pela sua exigência técnica. Já lá tinha feito alguns quilómetros mas também treinei com a malta da liga, 3 ou 4 corridas.

P – Foste obrigado a antecipar a segunda e última paragem nas boxes por causa do PTM_Moura ter parado mais cedo também?
R – Sim. O Moura evoluiu mesmo muito nos últimos tempos e o carro dele também está ligeiramente mais rápido, portanto não o queria perder de vista e evitar assim perder o cone de ar que também me ia ajudando a distanciar do Edu. Sabia que, se não cometesse nenhum erro maior, iria conseguir gerir os pneus até ao final da prova mesmo tendo que fazer aquela volta extra.

P – Ficaste surpreendido por apenas teres o PTM_Moura na lua pela vitória?
R – Sim, esperava que o Edu estivesse na luta pelo 1º lugar. Nos treinos estava mais rápido que eu…

P- O próximo circuito, é na Austrália, mais propriamente em Mount Panorama, uma pista amada por muitos, no entanto, terá a particularidade de ser à noite. O que diz o teu instinto?
R – Amada por mim também! Acredito que será uma corrida interessante. O meu instinto diz-me que vai haver muitas trocas de posições e muita terra no ar… Hehehe

P – Contando com a prova descartada estás a 14 e 13 pontos, respectivamente do PTM_Moura e ptm_stj para a última ronda. Sonhas em ser campeão?
R – Só vou sonhar com isso se puder fazer a prova… O que ainda não é certo… Mas com tantos pilotos que discutem o top 3 a cada corrida, só com muita sorte poderia lá chegar. Talvez para a próxima 😉

 

Divisão 3 – Benjasenna_TSM

P – Parabéns por mais uma pole e vitória! Já conhecias o circuito de Autopolis ou tiveste de fazer muitos treinos?
R – Obrigado. Não conhecia muito bem. É um circuito recente no Gran Turismo e isso obrigou a treinar um pouco mais que o habitual.

P – Lideraste toda a corrida e terminaste com uma boa vantagem. O que foi fundamental para esse acontecimento?
R – Acho que foi fundamental um ritmo constante que permitiu uma boa gestão de pneus. Cometi poucos erros e isso permitiu manter os pneus bons e aproveitar as lutas atrás de mim para ganhar mais tempo.

P – Foste o primeiro piloto da temporada 4 da Liga GT Portugal a ser coroado campeão, faltando ainda uma prova por realizar. Qual é a sensação?
R – É verdade. É fantástico. Só há um vencedor por isso só posso estar contente pela vitória. A liga tem um nível altíssimo e a divisão 3 tem grandes pilotos. Inicialmente não estava à espera de lutar pela vitória por isso tenho uma sensação de evolução do meu ritmo de corrida. Só isso já me deixa motivado para mais uma corrida, pelo que ganhar é a cereja no topo.

P- O próximo circuito, é na Austrália, mais propriamente em Mount Panorama, uma pista amada por muitos, no entanto, terá a particularidade de ser à noite. Preparado para este
desafio?
R – É uma pista desafiante e trás alguma dificuldade extra para a conclusão da temporada. Muros que nos chamam constantemente, uma subida alucinante e uma descida vertiginosa. Ser de noite é só mais um impulso para muita emoção. Não é uma pista muita em que me sinta muito confortável mas vou tentar fazer uma boa corrida e terminar no pódio.

P – Com o campeonato já reservado e aproveitando as tuas palavras, na última ronda esperas
um novo vencedor?
R – Na divisão 3, ao longo da temporada tivemos 5 ou 6 pilotos que lutaram por lugares no pódio. Qualquer um poderá ser o vencedor e ainda está por definir o terceiro lugar pelo que é certo que vamos ter uma boa corrida.

 

Divisão 4 – L_Darkos

P – Parabéns pela tua primeira vitória! Tinhas a tua estratégia de boxes bem definida ou tiveste de alterar perante as opções dos teus
adversários directos?
R – Obrigado! Já andava há uns meses atrás de uma vitória na liga, finalmente consegui e quero dedicar a vitória à equipa PTX que tem sido uma ajuda preciosa para evoluir e ser bem mais competitivo. Em relação à estratégia já estava tudo bem definido e encaixou bem perante as opções dos adversários. O que preocupou mais foi o MPereira12 ter atrasado a ida às boxes, aqueles Beetles são “manhosos” e às vezes surpreendem.

P – Após te qualificares em 3º, sentiste que ias lutar pela vitória?
R – Em treinos vi que estava com um bom pace e estava a gerir bem o consumo dos pneus. Quando fiquei a meio segundo do melhor tempo na qualificativa, pensei logo no primeiro lugar.

P – Surpreendeu-te o facto de o MPereira12 não ter conseguido chegar perto de ti no último stint?
R – Sim surpreendeu-me! Eu estava convicto que ia ver o Beetle colado na minha traseira nas últimas voltas e já estava mentalizado que tinha de aguentar a fera. Quase de certeza que houve algum contratempo para isso não acontecer.

P- O próximo circuito, é na Austrália, mais propriamente em Mount Panorama, uma pista
amada por muitos, no entanto, terá a particularidade de ser à noite. Entusiasmado?
R – Bathurst… Amada por muito e odiada por tantos! Estou super entusiasmado! Ser de noite dá-lhe aquele toque de magia. Para mim é das pistas mais desafiantes. A liga fez o mais acertado em colocar esta pista em último lugar porque aqui é necessário já conhecer bem os limites do carro.

P – Faltando apenas uma prova e contando com a prova descartada, estás a 25 pontos do último lugar do pódio, ainda tens a esperança de o conseguir alcançar?
R – Bem, o meu objectivo inicial sempre foi o 4º lugar porque acho que ainda não tenho pace para ser competitivo na 3ª Div. Em qualquer divisão o protagonismo estará sempre nos lugares da frente, não vale a pena subir para depois andar no fim da tabela. Não tenho esperança de subir mas aviso já o MPereira12 e o datPT_TSM que não lhes vou facilitar a vida em Mount Panorama. 😉

 

Divisão 6 – Carlos Bacas

P – Parabéns por mais uma pole e vitória. Autopolis, é um circuito exigente. Treinaste muito?
R – Obrigado. Se formos comparar com as outras provas pode-se dizer que sim. É uma pista onde ainda não tinha andado muito e tive que treinar mais um bocado.

P – Após conseguires a pole, achaste que a vitória não te escaparia?
R – Sabia que nesta pista sair à frente era muito importante pois é uma pista muito difícil de ultrapassar, mas nunca pensei que a corrida estivesse ganha só por ter a pole.

P – Esperavas mais luta do ORO_AndreTvr no último stint?
R – Se o André não tivesse o desgaste de pneus como teve tenho a certeza que ia ser taco a taco até ao fim. Como o desgaste dele era impressionante ele pensou mais no campeonato do que na corrida e segurou o 2 lugar. Provavelmente pensou que se andasse em luta aumentava ainda mais o desgaste e podia cometer um erro e sujeito a ficar pior classificado…

P – O próximo circuito, é na Austrália, mais propriamente em Mount Panorama, uma pista amada por muitos, no entanto, terá a particularidade de ser à noite. Confiante?
R – É uma pista que tem rectas muito grandes onde o Austin pode ter alguma vantagem, mas sei que o André vai estar forte e vai tentar ganhar a corrida tal como eu. Mas posso dizer que estou confiante em relação a esta corrida.

P – Falta uma ronda e descartando o pior resultado, estás apenas a 10 pontos do líder do campeonato, ORO_AndreTvr. Achas possível roubar-lhe o titulo de campeão?
R – Ainda é possível e vou fazer de tudo para conseguir ser campeão. Sabedo que não dependo só de mim vou dar o meu máximo para levar de vencida a corrida e depois esperar que o André não fique em segundo. Em corrida tudo é possível. No final fazem-se as contas…

 

By Márcio “Bagacinho” Gomes

Start a Conversation

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *