Entrevistas Semana 2 – Ronda 3 – Temporada 5

Divisão 1 – PTM_Telmo1991

P- Grande vitória! Há bastante tempo que não subidas ao degrau mais alto do pódio. Como te sentes?

R- É verdade já não vencia uma prova da liga desde a longínqua segunda temporada ( fase de apuramento ). Por isso, claro que estou feliz com este resultado. Sobretudo porque esta vitória veio a seguir a um terceiro lugar que tinha feito na ronda 2. Sinto que estou a atravessar um bom momento e espero que continue 🙂

P- Sentiste que o PTM_Edu21 não te quis ultrapassar durante o primeiro stint?

R- Senti sim e creio que foi por duas razões. A primeira é que ambos estávamos com um bom ritmo e a fugir dos restantes. A segunda é que ele ao estar atrás de mim conseguiria poupar combustível.

P- Chegaste a temer quando o JIM_AzoreanDiDi começou a reduzir a distância ou tinhas tudo controlado?

R- 3- Quando o Edu e o Nuno tiveram o dano, eu tentei fazer a volta mais rápida porque já estava confortável na liderança e tentei buscar o ponto extra. O problema é que eu por estar relaxado comecei a cometer alguns erros e o Azorean recuperou-me dois segundos. Quando ele baixa para os 3 segundos de diferença cheguei a sentir alguma pressão sim. A partir daqui tentei controlar a distância. Ora ganhava ele uns décimos, ora ganhava eu.

P- A próxima prova será em Brands Hatch GP com o Ferrari 458 Gr4, desafiante?

R- 4- Brands Hatch é dos circuitos mais traiçoeiros do jogo por ser uma pista bastante estreita e por vezes basta pôr uma roda na relva para irmos às “couves”. Contudo penso que o carro não é muito complicado de conduzir mas, quando o desgaste dos pneus começar a ficar mais acentuado, acredito que a cautela tenha que estar bem presente.

Serie D – Bititiz

P- Segunda corrida em que terminas no segundo lugar. Satisfeito com o teu rendimento?

R- Sim, foram 2 corridas em 2.º lugar, mas com muitos erros, muitos nervos, e consequentemente, muita falta de consistência. Aliado a tudo isto, adquiri um setup novo recentemente, cuja adaptação aos pedais (travão com Load Cell) não tem vindo a revelar-se tarefa fácil, pois foram 8 anos de T500 RS com potenciómetro no travão. Como se não bastasse, o Joel (PT_Player_11) e o Ricardo (Rjsc71) estão fortíssimos e não dão hipóteses. Para além de duas pessoas fantásticas, são dois pilotos brutais e que não dão hipóteses a quem comete os erros que cometi, e quando assim é, não há nada a fazer.

P- Conseguiste fazer a volta mais rápida em cada stint. O que achas que faltou para teres conseguido acompanhar o PT_Player_11?

R- O Joel é um piloto brutal, olhos nele! É a minha aposta para um dos três pilotos que vão subir à 3.ª divisão, juntamente com o André Montes (andre-tvr) e o Pedro Paquete (Paquete_1976), que me perdoem todos os outros. É de uma consistência como vi muito poucos, frio, calculista e ainda por cima rápido. Tem sempre as estratégias bem definidas ao pormenor e se erras uma vez que seja… já foste! Relativamente à pergunta, e mais concretamente ao que me faltou para acompanhar o Joel, é muito simples, faltou-me kit d’unhas! É um piloto superior a mim e como tal tem todo o mérito nas 3 vitórias consecutivas… isso mesmo, 3 vitórias sem espinhas!

P- Tinhas uma boa vantagem para o rjsc71 quando decidiste fazer uma paragem nas boxes extra após teres ficado com dano na frente. Foi um risco calculado ou não te sentias confiante com o carro naquele estado?

R- Já tive a oportunidade de dizer ao Ricardo que quando via o nome Rjsc71 no retrovisor, eu tremia que nem varas verdes! O homem é mesmo rápido! Em Dragon Trail na Ronda 1, já na última volta, olho para o retrovisor e vejo uma autêntica flecha atrás de mim, vindo do nada… quem era? O Ricardo! Vinha com o demónio no corpo! Roubou-me o 2.º lugar na última curva, posição muito justa face a uma recuperação brutal que, calculo deve ter colocado o seu coração a bater a 300! Parabéns Ricardo! Na passada ronda 3, dei um toque depois de ir às boxes na volta 14. Ia a cerca de 4 segundos do Joel e fiquei com a roda dianteira direita danificada. No momento do toque, o Ricardo vinha a cerca de 9 segundos de mim na 3.ª posição e passadas 2 voltas, já estava a 7. Não tinha hipóteses, tinha de ir à box reparar os danos, abdicar de tentar apanhar o Joel e fazer a melhor volta (+1 ponto) e tentar apanhar o Ricardo porque vinha com pneus com mais desgaste. Mas também sabia que para o apanhar, teria de fazer o mesmo que me fez em Dragon Trail, como costumo dizer “Dá-lhe Gás Não Olhes Para Trás”, foi o que fiz, e para minha sorte, resultou!

P- Infelizmente, não vais poder continuar a participar nesta temporada por motivos de força maior. Como foi a tua experiência na liga e esperas no futuro voltar?

R- É verdade! Enfim, por vezes acontecem-nos situações na vida em que temos de saber parar, pensar e escolher o que é melhor para a nossa vida pessoal familiar e voltar ainda mais fortes! É o que vou fazer, voltar já para o ano… não sei é se mais forte! Relativamente à LGTP, estão todos de parabéns, do melhor que já vi até hoje. Nem consigo imaginar o trabalho que vos dá toda esta organização. É claro que nem sempre é fácil agradar a gregos e troianos, como tudo na vida, nomeadamente no que concerne aos “combos” carro/circuito escolhidos pela organização, mas é preciso encarar isso mesmo como mais um desafio e não desistir. Confesso que as transmissões das provas em direto e os vossos comentários nessas mesmas transmissões conseguem dar-me mais pica do que a própria prova. Nunca deixem de o fazer, porque essa é para mim, a par da excelente organização, a mais valia desta prova. Estão todos de parabéns e continuem o excelente trabalho que têm realizado até então! Por fim, e se me permitem, queria deixar um abraço à minha equipa a “Série D” que batizei como o grupo dos gajos porreiros. A organização só pode ter pensado em criar uma série só com gajos porreiros e pimbas… criou a “Série D”, que me perdoem todos os outros pilotos das outras séries. Por isso, e espero não me esquecer de ninguém, um forte abraço e votos de muito sucesso à minha equipa nas pessoas do Ricardo Soares, Duarte Agostinho, Rui Veloso, Rui Aguiar, Joel Borges, Ricardo Cardoso, João Rosa, César Almeida, Nuno Emídio, Diogo Osório e Ivan. Um bem haja a todos e vemo-nos para o ano nas pistas se Deus quiser!

 

Serie E – Toni_fcp_dragao

P- Parabéns pela segunda vitória no campeonato! Consegues exprimir as emoções?

R- Obrigado. É sempre bom quando se ganha claro.

P- Com a ausência do teu principal adversário, PT_TiagoDias, esperavas  uma vitória tranquila?

R- Nunca espero uma vitória tranquila, mas como é o competidor mais direto sim.

P- Ficaste surpreendido pelo ritmo do sacoto14 no primeiro stint?

R- Fiquei um pouco sim, conseguiu aguentar o cone e manteve muito bem o ritmo.

P- A próxima prova será em Brands Hatch GP com o Ferrari 458 Gr4, desafiante?

R- O Ferrari é um carro que gosto muito mas a pista Brands Hatch GP não é feita para ele,vai ser muito difícil vou ter de treinar muito para me manter em pista durante a corrida.

 

Serie B – imJConcepts

P- Parabéns pela primeira vitória na Liga! Como é a sensação?

R- Foi muito boa ☺ ia com ideia de repetir o pódio da corrida passada mas não sabia o ritmo de alguns pilotos e acabou por ser uma surpresa.

P- De todas as provas realizadas deste combo, foste o único vencedor que não arrancou da pole position. Consegues explicar esse feito?

R- Aquele arranque de 2o lugar com a 1a mudança não facilita nada, até cheguei a ser passado pelo 3o, mas eu sabia que tinha um bom ritmo de corrida mesmo sem cone e foi o que fiz desde início esperando erros dos adversários… Depois no final da prova tive a sorte do andre-tvr ter o toque na parede quando dobrávamos pilotos, porque ele de certo que estava a guardar um ataque para as últimas voltas.

P- Por duas vezes tiveste que recuperar uma desvantagem superior a dois segundos para o andre-tvr. Sentes que fizeste uma melhor gestão dos pneus?

R- Acho que a diferença de pneus não era tão grande como em outras corridas… acho que o que mais nos diferenciou nesta prova foram as linhas que cada um escolhia, sendo eu mais conservador e o andre-tvr um pouco mais agressivo que ao mínimo erro passava com pelo menos 2 rodas na relva o que o fazia perder esse tempo.

P- A próxima prova será em Brands Hatch GP com o Ferrari 458 Gr4, desafiante?

R- Conheço bem a pista, uma pista que não perdoa saídas e com 1 ou 2 curvas onde se pode ganhar/perder bastante tempo, mas o carro ainda não conheço… Vai ser desafiante desde os treinos até ao final da corrida.

 

Start a Conversation

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *